Publicações da nstech sobre tecnologia, logística e mobilidade para um futuro melhor

CATEGORIAS

VER TODOS OS POSTS

Cases de Sucesso

VER TODOS

Negócios e Cultura

VER TODOS

Segurança

VER TODOS

Sustentabilidade

VER TODOS

Tecnologia e Inovação

VER TODOS

Todos

VER TODOS

Transporte e Logística

VER TODOS

Centro logístico: o que é e como a tecnologia otimiza o fluxo de mercadorias

Tecnologia e InovaçãoTodos

Escrito por nstech

Centro logístico visto de cima

O centro logístico é fundamental para a eficiência da cadeia de suprimentos no Brasil. Em um país com dimensões continentais seria praticamente impossível manter os prazos de entrega sem ele.

Em 2020, o país bateu recorde de estruturas deste tipo: 22,4 milhões de m2, segundo levantamento de Market Analytics da SiiLA – plataforma de análise de dados do mercado imobiliário comercial na América Latina.

Três anos depois (2023), a área total ocupada no Brasil já superava 30 milhões de m2 e, em 2025, estima a Cushman & Wakefield – empresa global focada em negócios imobiliários – deverá ultrapassar 40 milhões de m2.

Ainda que sejam essenciais, os centros logísticos precisam ser bem gerenciados. O desafio é menor quando se utiliza tecnologia e é sobre isso que vamos falar.

O que é um centro logístico?

É um espaço físico que recebe, armazena, processa, embala e distribui mercadorias, facilitando o fluxo e garantindo que os produtos estejam disponíveis no prazo e no local combinado.

Sua relevância aumenta à medida que os clientes ficam mais exigentes em relação à agilidade das entregas e ao valor dos fretes.

Como funciona o centro logístico?

Parte interna de um centro logístico

O centro logístico faz o fluxo eficiente das mercadorias. Seu funcionamento é complexo e começa com a recepção dos produtos, conferência e armazenamento.

Os itens ficam armazenados até a hora do envio, organizados por tipo, lote, data de entrada, validade e rastreabilidade, em condições ideais de temperatura, umidade e segurança.

As fases seguintes são o picking (separação dos produtos de acordo com o pedido), packing (embalagem adequada para o transporte), expedição (conferência dos pedidos e documentação) e transporte.

Qual a sua importância?

Seu destaque aumentou com o boom do comércio eletrônico. A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) estima que o faturamento do e-commerce em 2024 seja de R$205,11 bilhões – um aumento de 10,45% comparado a 2023.

Quanto mais o varejo cresce, mais o centro logístico se torna fundamental para a redução de custos, otimização do estoque, tempo das entregas, negociação com fornecedores, redução de perdas e visão completa da cadeia de suprimentos.

Ao gerenciar estoque, processar pedidos e fazer distribuição a partir de um único local, esse elo ajuda na eficiência da cadeia de suprimentos. Quando estrategicamente localizado, responde melhor às flutuações de demanda.

Quais são os principais tipos de centros logísticos?

Centro de Distribuição (CD)

Regionais, nacionais ou internacionais, são o tipo mais comum e conhecido de centro logístico. Servem para armazenar e distribuir produtos a varejistas, atacadistas e clientes. Mantêm alta rotatividade de mercadorias e, por isso, devem ser eficientes e ágeis.

Centro de Cross-Docking

É utilizado para consolidar cargas e reduzir o tempo de armazenagem. Os produtos chegam, são agrupados e enviados ao destino. É ideal para produtos com alta rotatividade.

Fulfillment Centers

Conhecidos como centros de atendimento de pedidos, são instalações voltadas ao e-commerce. Atuam como um armazém supereficiente que recebe os produtos dos fabricantes, armazena, seleciona, embala e despacha para os clientes de compras online.

Centro de Abastecimento

Chamado de entreposto comercial, é um ponto centralizador de produtores, distribuidores, atacadistas e varejistas. Funciona como um hub de distribuição dos produtos para outros pontos de venda. Tem vasta gama de produtos e infraestrutura necessária para movimentação das mercadorias, armazenagem e transporte.

Centro de Logística Reversa

Funciona como centro de operações para a devolução de produtos, embalagens e materiais de responsabilidade do fabricante. Recebe itens de diversas origens (devolução, excedente de estoque, produtos danificados etc.). Depois da triagem, os itens são encaminhados para reparo, revenda, reutilização, reciclagem ou descarte adequado.

Centros de Fabricação Just-in-time

Armazenam e fornecem materiais ou componentes para as linhas de produção da indústria, de acordo com a demanda do cliente, reduzindo e gerenciando os estoques de insumos.

Quais as principais atividades realizadas em um centro logístico?

Trabalhadores fazendo suas atividade no centro logístico

O fluxo é dividido em grandes áreas:

  1. Recebimento

Os produtos chegam dos fornecedores/fabricantes, a equipe de recebimento confere a qualidade e a quantidade dos produtos e os itens são armazenados em local adequado.

  1. Armazenamento

A mercadoria é organizada em estantes, conforme características e necessidades de controle de temperatura, luminosidade, ventilação etc. O sistema deve ser eficiente para otimizar a área física e facilitar a localização e acesso aos produtos.

  1. Gestão de estoque

As entradas e saídas de produtos são coordenadas para otimizar o fluxo e minimizar custos. Nessa fase, os níveis de estoque são controlados para garantir a disponibilidade e evitar rupturas.

  1. Picking e packing

Os pedidos são processados e preparados para entrega. No picking (separação) são usados sistemas informatizados para localizar, separar e reunir os itens do pedido. No packing, os produtos são embalados de forma segura para o transporte.

  1. Expedição

A expedição confere se os produtos correspondem aos pedidos e etiqueta as embalagens com informações de entrega, rastreamento e dados de transporte. As cargas são consolidadas para otimizar o transporte e reduzir os custos. Os pacotes são embarcados e a viagem é autorizada.

  1. Transporte

Os produtos são distribuídos com o apoio de transportadoras e as entregas devem ocorrer dentro do prazo, em frota adequada e por rotas otimizadas. As cargas são rastreadas e as viagens, monitoradas.

  1. Logística reversa

Os produtos devolvidos pelos clientes são recebidos e processados. Depois de analisados, seu destino é determinado. Itens com pequenos defeitos são reparados e revendidos. Itens sem revenda são reaproveitados ou reciclados.

  1. Manutenção

Cuida do fluxo de produtos e da segurança, incluindo a manutenção de equipamentos e sistemas necessários à operação. O objetivo é reduzir as paradas não planejadas.

Como a tecnologia impacta nas atividades de um centro logístico?

Braço mecânico movimentando caixas em um centro logístico

Imagine uma operação com processos manuais e sem integração entre as áreas. Com certeza, otimizar o fluxo das mercadorias, agilizar as entregas e reduzir os custos não seria tarefa fácil.

A tecnologia tem papel fundamental para a inteligência do centro logístico, como robôs autônomos para movimentação de produtos, sensores para monitorar temperatura e umidade, big data para análise de dados, inteligência artificial para automatizar tarefas complexas (como a roteirização) e softwares para gestão de armazéns (WMS).

Quem já descobriu os benefícios da tecnologia?

A eficiência logística depende da tecnologia e as grandes empresas já comprovaram isso. A Amazon dá o exemplo ao usar uma Control Tower Híbrida.

A solução da nstech – maior empresa de software para supply chain da América Latina – aumentou a produtividade em 12 fulfillment center, 12 delivery station (estações de entrega) e 4 exchange point (postos avançados de entrega).

A Magalu é outra prova. Com o sistema de roteirização da nstech, um trabalho que levava horas passou a ser feito em 8 minutos. Se, assim como as gigantes varejistas, sua empresa também quer melhorar a eficiência operacional, a nstech tem centenas de soluções para toda a cadeia logística.

Conclusão

A tecnologia é uma necessidade para empresas que desejam prosperar em um mercado cada vez mais competitivo e exigente. Ao investir em soluções inovadoras e inteligentes, os centros logísticos melhoram os níveis de qualidade da operação.

A nstech está pronta para ajudar nesse caminho. Fale com um especialista.

A eficiência que sua operação precisa

Conheça centenas de soluções que garantem eficiência, rentabilidade, segurança e sustentabilidade.